Notícias Relacionadas
media

Em um domingo emocionante, nosso atleta Uri Valadão conquistou o título brasileiro profissional pela quinta vez na carreira e, de quebra, venceu a última etapa do Circuito Brasileiro Profissional na praia de Povoação, em Linhares (ES).

A taça foi garantida ao término da semifinal, quando Uri derrotou o catarinense Eder Luciano em uma batalha que pegou fogo do início ao fim.

Eder e o capixaba Lucas Nogueira eram os concorrentes de Uri Valadão na briga pelo título nacional. O melhor colocado na etapa decisiva, em Linhares (ES), seria o campeão da temporada.

Os três atletas chegaram às semifinais. No primeiro confronto, também com placar apertado, Nogueira caiu diante do carioca David Barbosa por uma diferença de apenas 3 décimos (10.50 a 10.20).

Com a queda do capixaba, as atenções ficaram todas voltadas para o segundo duelo da semifinal, que passou a valer a taça de 2019. Eder Luciano começou botando pressão, arrancando 6.75 e 5.75.

Uri reagiu com 5.65 e virou o placar com 7.25. A batalha permaneceu tensa até os minutos finais. Faltando pouco menos de cinco minutos para o término, Uri Valadão carimbou de vez o título com 6.75. A partir daí, nenhuma onda expressiva apareceu no horizonte e a taça ficou com o “Baiano Voador”, que já havia comemorado o título nacional nos anos de 2003, 2005, 2006 e 2008.

Na decisão, o baiano encarou o carioca David Barbosa e mostrou que não estava para brincadeira. David chegou a liderar o placar durante boa parte do tempo, mas Uri virou a disputa com 5.75 e 6.75, ampliando ainda mais a vantagem com outra nota 6.75.

A vitória coroa também um ano brilhante do atleta. Mesmo descartando um Grand Slam na Austrália, Uri Valadão terminou o ranking mundial em quarto lugar, mais uma vez como melhor brasileiro no Tour.

Em Linhares (ES), a equipe UV Store comemorou também as excelentes atuações de Misael Cezário, Roger Fusculin, Juliana Dourado, Gabriel Braga e Tiburcio Neto.

Com apenas 13 anos, Misael venceu a categoria Sub 16, chegando ao pódio em todas as etapas do circuito e terminando o ano como vice-campeão brasileiro, apenas 70 pontos atrás do campeão, o cearense Gabriel Castro.

Já Roger disputou a sua segunda final consecutiva e ficou em terceiro lugar na etapa capixaba, finalizando o circuito como quarto melhor do Brasil.

No Feminino Pro, Juliana Dourado chegou às quartas de final e perdeu para a capixaba Maíra Viana, que brigava pelo título brasileiro.

Na Master, Tiburcio Neto arrancou uma nota 10 unânime no sábado e voltou a brilhar neste domingo, totalizando 14.25 pontos na final contra o capixaba Juan Pedraza, o fluminense Valdinei Nunes e o capixaba Henrique Andrade. Como não disputou a primeira etapa, em Niterói (RJ), Tiburcio ficou fora da briga pelo título do circuito, apesar de ter vencido duas das três etapas do

Destaque também para Gabriel Braga na Profissional masculina. Novo integrante da elite mundial, Gabriel chegou motivado ao Espírito Santo e deu uma dura em Uri Valadão nas quartas de final, chegando perto de eliminar o companheiro de equipe na praia de Povoação.

Por 12.25 a 11.75, Uri levou a melhor e deixou o amigo e conterrâneo na quinta posição.


  • Nov 10, 2019
  • Comentários: 0
Comentários: 0

Sem comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não pode ser publicado. Campos obrigatórios são marcados*

Whatsapp
Entre em Contato
Whatsapp